Forças Policiais do Extremo Sul: PRF Realiza capacitação de identificação veicular, e formas utilizadas de adulterações na tentativa de burlar a vistoria, para colegas da PM

As Forças Policiais do Extremo Sul se unindo e qualificando para sempre sobrepor ao crime, foi o que aconteceu entre os dias 25 e 26, (segunda e terça-feira), deste corrente mês de julho, na Sede da Cipe Mata Atlântica/CAEMA, no distrito de Posto da Mata, no município de Nova Viçosa, com a participação de policiais da referida unidade colhedora, bem como, da 87 CIPM, do 4º Pelotão da Polícia Rodoviária Estadual – PRE, e coordenando as instruções Policiais Rodoviários Federal – PRF, com um curso teórico e prático, para identificação veicular, e possíveis adulterações.

 

Sendo a região do Extremo Sul uma tríplice de divisa com os Estados do Espirito Santo, e Minas Gerais, sendo porta de entrada e saída do Estado da Bahia para com outras regiões do País, isso também traz um fragilidade para com as diversas modalidades de crimes, sendo um deles o roubo/furto, receptação, clonagem, e desmanches de veículos por parte de criminosos que têm ramificações nos Estados vizinhos, como vice-versa. Essa formação ministrada pelos PRFs, para com os policiais militares, irá ajudar nas abordagens aos veículos com supostas dúvidas da procedência e origem, bem como, as peças identificadoras que irão dizer a verdadeira identificação do veículo em averiguação.

Para com essa instrução de aperfeiçoamento e trocas de experiências entre as unidades policiais da região, a primeira fase, teve a exposição teórica, que foram apresentados os termos técnicos dos elementos identificadores e auxiliares, tipos de marcações dos números de motor e chassi veicular, além da legislação aplicada nos casos de fraudes, clonagens e adulterações. Também foi levado em conta a forma de analisar as informações contidas nos diversos pontos de identificação do veículo, que podem conter incongruências, evitando a perpetuação de infrações de trânsito bem como crimes e ilícitos transportados.

Já na segunda fase colocou-se em prática as orientações passadas na primeira fase, no qual foi utilizado como parceria o Pátio da Empresa Transguarde, para que tal aperfeiçoamento fosse com as diversas marcas e modelos de veículos, cada um com as suas particularidades nas identificações, pudessem assim, serem pontuados os diferentes locais de identificação, e a procedência do veículo vistoriado. Ainda foram expostos as diversas formas como criminosos utilizam outros objetos, maquinário clandestino e produtos químicos para a realização das adulterações, de forma a transgredir a lei e ocultar o crime.

Destarte, após os conhecimentos difundidos e multiplicados acerca da Identificação Veicular, ficou evidenciado o quão relevante e necessário são as ações que envolvam as Forças de Segurança Pública a nível Federal e Estadual demonstrados com disposição, entusiasmo e profissionalismo de todos os envolvidos, com propósitos convergidos para o combate contra a criminalidade e fiel cumprimento da lei.

 

Repórter: Cloves Neto



Quer saber tudo
o que está acontecendo?

Receba todas as notícias do NetinhoNews no seu WhatsApp.

Entre em nosso grupo e fique bem informado.

ENTRAR NO GRUPO
Publicado em 29 de julho de 2022


Comentários